Melhor Futebol do Mundo

Ex-presidente da Juventus critica 'fuga' de Cristiano Ronaldo para a Ilha da Madeira: 'Só tira fotos na piscina'

Giovanni Cobolli Gigli ainda afirmou que craque português influenciou outros jogadores a deixarem a Itália, ao invés de ficarem em quarentena

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Cristiano Ronaldo ainda não voltou para a Itália(Getty Images)

Cristiano Ronaldo ainda não voltou para a Itália | Getty Images

Pouco antes da crise do novo coronavírus obrigar as autoridades a suspenderem o Campeonato Italiano, o craque Cristiano Ronaldo havia viajado para Portugal para visitar sua mãe, Dolores, que havia sofrido um AVC. Como as fronteiras da Itália foram fechadas e a quarentena, decretada, o camisa 7 da Juventus ficou na Ilha da Madeira. E esta decisão foi duramente criticada por um ex-presidente da Juventus nesta quarta (25).

Giovanni Cobolli Gigli detonou a atitude do atacante em entrevista à rádio 'Punto Nuovo', afirmando que CR7 acabou influenciando seus companheiros a também tentarem retornar a seus países natais. Higuaín, Douglas Costa, Pjanic e Khedira são alguns dos nomes que também deixaram a Itália.

Já sabe onde assistir aos jogos da Champions League? Assista a TODOS os jogos no EI Plus!

"A coisa na Juventus se complicou quando Cristiano Ronaldo se foi. Ronaldo disse que foi para Portugal por causa da mãe, mas agora só tira fotos na piscina. Quando se abriu essa exceção, a situação descambou e outros quiseram ir embora. Não devia ter sido assim. Deviam ter ficado todos de quarentena."

 

O ex-dirigente ainda adicionou que, até mesmo do ponto de vista esportivo, a decisão de deixar a Itália não foi boa para os jogadores que assim escolheram.

"Criticar agora é fácil, mas vendo de fora, não percebo porque alguns jogadores quiseram sair da Itália. Quando voltarem, será mais difícil voltar à forma, porque vão ter de ficar 14 dias de quarentena."

Cobolli Gigli foi presidente da Juventus logo após a divulgação do escândalo do calciopoli, que fez o clube cair para a segunda divisão italiana por manipulação de resultados. O mandatário permaneceu no poder entre 2006 e 2009.

 
Bruno Guimarães relata conversa com Cristiano Ronaldo durante jogo contra a Juventus
Comentários