Melhor Futebol do Mundo

Federação Italiana quer cortar parte do salário de jogadores, diz jornal

Inicialmente, corte seria de 20% a 30%; atletas de salário maior teriam porcentagem maior retirada

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Napoli e Juventus se enfrentam pela Serie A(2020 Getty Images, Getty Images Europe)

Napoli e Juventus se enfrentam pela Serie A | 2020 Getty Images, Getty Images Europe

A Itália segue como um dos países mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. Por conta disso, segundo o jornal 'As', a Federação do país cogita cortar parte do salário dos jogadores da Serie A. 

De acordo com a publicação, ainda não há confirmação de como os cortes serão feitos, mas estima-se que o salário dos atletas será diminuído de 20% a 30%; jogadores com receitas maiores sofrerão uma porcentagem maior de corte, como Cristiano Ronaldo, Lukaku, Dybala, entre outros. 

No caso do camisa 7 da Juventus, a perda poderia chegar a pelo menos 9 milhões de euros (equivalente a R$ 48,5 milhões), considerando que o português ganha 31 milhões de euros (equivalente a R$167 milhões) ao ano. Porém, tal medida caberia somente aos jogadores com ganhos altos. Atletas com salários abaixo da média ficariam isentos dos cortes salariais. 

Vale lembrar que, na França, alguns times entraram com um pedido no Governo para que parte dos salários de seus funcionários, incluindo jogadores, seja pago pelo Estado. 

 
Lyon marca no 1º tempo, sustenta pressão, e vence a Juventus no jogo de ida
Comentários