Melhor Futebol do Mundo

Ibra, Bruno Fernandes, Eriksen e mais: confira as transferências da janela europeia de janeiro

Janela de inverno da Europa costuma não ser muito movimentada, mas grandes nomes trocaram de time em janeiro

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Ibrahimovic foi uma das grandes contratações da janela(Getty Images)

Ibrahimovic foi uma das grandes contratações da janela | Getty Images

A janela de transferências para o futebol europeu fechou ontem (31), encerrando as possibilidades de quaisquer contratações serem realizadas ainda nesta temporada. Agora, só no verão do Velho Continente, quando se iniciará a campanha 2020/21.

Costumeiramente menos movimentada, com os times focando apenas em reforços pontuais ou oportunidades de mercado mais específicas - como jogadores em fim de contrato - a janela de inverno ainda teve movimentações interessantes, como Haland no Borussia Dortmund, Ibra voltando ao Milan e Eriksen chegando à Inter, sem falar de Bruno Fernandes assinando pelo United naquela que foi a maior transferência do período.

Sem mais delongas, confira o resumo, separado por ligas, de como as equipes europeias se movimentaram na janela de transferências de janeiro:

BUNDESLIGA

Na Bundesliga, a equipe que investiu mais pesado foi o Hertha Berlin. Nesta janela, o clube da capital alemã contratou dois centroavantes: Krzysztof Piatek, junto ao Milan, por 27 milhões de euros (R$ 128,2 milhões) e Matheus Cunha, jogador da seleção olímpica, por 15 milhões de euros (R$ 71,3 milhões). Além disso, adquiriu Lucas Tousart, volante do Lyon, por 25 milhões de euros (R$ 118,8 milhões), mas o emprestou de volta ao clube francês.

Matheus Cunha assinou pelo Hertha Berlin (Foto: Getty Images)

O Bayern de Munique trouxe apenas o lateral direito Álvaro Odriozola, do Real Madrid, por empréstimo até o fim da temporada. Alexander Nübel, goleiro do Schalke, foi confirmado, mas chega ao clube apenas no verão. O Borussia Dortmund, por outro lado, investiu mais alto: contratou Erling Braut Haland, sensação da temporada (e que já tem sete gols em três jogos com o time), por 20 milhões de euros (R$ 95 milhões), e Emre Can, volante da Juve, por empréstimo com opção de compra por 25 milhões de euros (R$ 118,8 milhões).

O RB Leipzig, que também briga pelo título da competição, assinou com a promessa espanhola Dani Olmo, que chegou ao clube mediante pagamento de 20 milhões de euros (R$ 95 milhões) ao Dinamo Zagreb. Angeliño, lateral esquerdo do Manchester City, foi contratado por empréstimo. 

Haland tem sete gols em três jogos com o Borussia (Foto: Divulgação/BVB)

Outras transferências notáveis: Exequiel Palacios (River Plate -> Bayer Leverkusen), Edmond Tapsoba (Vitória de Guimarães -> Bayer Leverkusen), Julian Weigl (Borussia Dortmund -> Benfica), Jean-Clair Todibo (Barcelona -> Schalke 04).

SERIE A

Seguindo o giro pelas principais ligas europeias, o Campeonato Italiano trouxe algumas belas novidades. Em Milão, os rivais Inter e Milan foram os responsáveis pelos dois grandes nomes que chegaram à "bota" em janeiro: Christian Eriksen e Zlatan Ibrahimovic.

 

Os nerazzurri também trouxeram os laterais Victor Moses (emprestado) e Ashley Young (em definitivo). Os rossoneri, por outro lado, assinaram com o goleiro Begovic, o zagueiro Kjaer e a promessa belga Salemaekers (emprestados) e retornaram Laxalt do empréstimo ao Torino.

Ibra voltou ao Milan (Foto: Getty Images)

A Juventus, líder e favorita ao título, contratou dois jovens: Dejan Kulusevski, meia sueco que pertencia à Atalanta e seguirá emprestado ao Parma, por 35 milhões de euros (R$ 166,3 milhões), e Alejandro Marqués, atacante da base do Barcelona, por 8 milhões de euros (R$ 38 milhões).

Por fim, a Roma, tentando voltar à Champions, trouxe o zagueiro Ibañez (ex-Fluminense), em negociação que pode atingir 10 milhões de euros (R$ 47,5 milhões), além de Carles Pérez, atacante do Barcelona (R$ 73,6 milhões totais) e Gonzalo Villar, promessa do Elche (R$ 23,8 milhões).

Ex-Flu, Ibañez assinou pela Roma (Foto: Divulgação/AS Roma)

O Napoli, que vive má fase, reforçou especialmente seu meio-campo, com as chegadas de Diego Demme, ex-RB Leipzig (R$ 57 milhões) e Stanislav Lobotka, ex-Celta (R$ 118,8 milhões), além do atacante Matteo Politano, que estava na Inter (R$ 102,1 milhões em 2021).

Outras transferências notáveis: Mattia Caldara (Milan -> Atalanta), Raoul Bellanova (Bordeaux -> Atalanta), Gastón Pereiro (PSV -> Cagliari).

LIGUE 1

A janela de transferências do Campeonato Francês foi pouco movimentada. O PSG não se reforçou e também não perdeu nenhum jogador, apesar de Cavani quase ter assinado pelo Atlético de Madrid.

O grande destaque fica para a chegada de Bruno Guimarães, ex-Athletico Paranaense, ao Lyon, por 20 milhões de euros (R$ 95 milhões). O brasileiro assinou por cinco anos com a equipe.

Bruno Guimarães foi contratado pelo Lyon nesta janela de transferências (Foto: Divulgação/Lyon)

Outras transferências notáveis: Thiago Maia (Lille -> Flamengo), Gabriel Boschilia (Monaco -> Internacional), Naldo (Monaco -> Sem clube).

LA LIGA

Na Espanha, apesar de não terem acontecido contratações bombásticas, destacam-se as chegadas dos atacantes Yannick Carrasco ao Atlético de Madrid (emprestado) e Paco Alcácer, que estava no Borussia Dortmund, ao Villarreal (R$ 109 milhões).

O Real Madrid não reforçou seu elenco principal, mas acertou a contratação do garoto Reinier, do Flamengo, por 30 milhões de euros (R$ 142,5 milhões). O jovem fica no RM Castilla, time-B, por enquanto. O Barcelona também só pensou no futuro: Matheus Fernandes (R$ 47,5 milhões) e Francisco Trincão (R$ 147,3 milhões) foram anunciados pelo clube catalão.

Quem chamou a atenção também foi o Real Valladolid, que contratou o francês Hatem Ben Arfa e também acertou o empréstimo de Matheus Fernandes.

 

Outras transferências notáveis: Suso (Milan -> Sevilla), Deyverson (Palmeiras -> Getafe), Alessandro Florenzi (Roma -> Valencia).

PREMIER LEAGUE

No Campeonato Inglês, que parece já ter campeão definido, foi o Tottenham quem mais se movimentou: com a saída de Eriksen, o clube londrino garantiu a contratação em definitivo de Giovani Lo Celso por 32 milhões de euros (R$ 152 milhões), além de trazer Gedson Fernandes, promessa portuguesa, por empréstimo com opção de compra, e Steven Bergwijn, estrela do PSV, por 30 milhões de euros (R$ 142,5 milhões).

Gedson (de costas) chegou e Lo Celso (abraçando Dele Alli) foi contratado em definitivo pelo Tottenham (Foto: Getty Images)

O Liverpool, que lidera com sobras, contratou apenas o japonês Takumi Minamino, junto ao RB Salzburg, por 8,5 milhões de euros (R$ 40,4 milhões). Foi mais do que o vice-líder Manchester City que, apesar de sofrer com problemas na defesa, apenas emprestou o lateral esquerdo Angeliño para o RB Leipzig.

A maior contratação da janela aconteceu na Premier League: Bruno Fernandes, meia português que pertencia ao Sporting, assinou pelo Manchester United em negociação que pode atingir os 80 milhões de euros (R$ 380 milhões). Os Red Devils também contrataram Odion Ighalo, atacante que estava no futebol chinês.

 

Outras transferências notáveis: Pablo Marí (Flamengo -> Arsenal), Nabil Bentaleb (Schalke -> Newcastle), Valentino Lazaro (Inter -> Newcastle), Danny Rose (Tottenham -> Newcastle), João Pedro (Fluminense -> Watford), Sander Berge (Genk -> Sheffield United)

RESTO DO MUNDO

Fora das cinco principais ligas, alguns outros negócios chamaram a atenção. Kevin-Prince Boateng, que estava na Fiorentina, assinou pelo Besiktas por empréstimo. Ricardo Rodríguez, lateral esquerdo do Milan, assinou com o PSV, também por empréstimo.

Ainda tivemos a saída de Chicharito Hernández, ex-Manchester United e Real Madrid, para a MLS. O jogador estava no Sevilla e assinou contrato com o LA Galaxy.

 
  • Mercado
Comentários