Melhor Futebol do Mundo

Materazzi alfineta Ibrahimovic: 'Me ajudou a ganhar a Champions indo para o Barcelona'

Ex-zagueiro era apontado como "rival" de Ibra, mas negou, de forma irônica, e agradeceu o sueco por ter deixado a Inter antes do título da Champions em 2010

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Materazzi e Ibra não "se bicavam", mesmo quando eram companheiros(Getty Images)

Materazzi e Ibra não "se bicavam", mesmo quando eram companheiros | Getty Images

Marco Materazzi, o zagueiro italiano que levou a célebre cabeçada de Zidane na final da Copa do Mundo de 2006, nunca foi conhecido por ser alguém tão "da paz". Envolto em polêmicas durante boa parte de sua carreira, o ex-jogador deu uma bela alfinetada em Zlatan Ibrahimovic nesta terça (26), ao relembrar o título europeu da Internazionale em 2009/10.

Naquela temporada, a Inter conquistou a Tríplice Coroa, sendo campeã da Serie A, da Coppa Italia e da Champions League. E Materazzi, que não teria uma boa relação com Ibra, negou os rumores de maneira irônica, afirmando que será para sempre grato ao atacante sueco pela conquista. O detalhe é: Ibra havia trocado a Inter pelo Barcelona ao fim da temporada 2008/09.

Não é verdade que tínhamos uma rivalidade. Eu vou agradecê-lo para sempre, porque se ele não tivesse ido para o Barcelona, Eto'o não teria vindo [para a Inter]. Ele me ajudou a vencer a Champions League."

Além disso, Materazzi também narrou como foi sua chegada ao clube italiano. Em 2001, o zagueiro deixou o Perugia e rumou a Milão para assinar com os nerazzurri. E conta que ficava "tremendo" só de ver alguns dos seus companheiros. Incluindo o brasileiro Ronaldo.

"Quando cheguei à Inter pela primeira vez, eu estava tremendo só de ver certos jogadores. Antes dos meus exames médicos, vi Ronaldo na bicicleta. Ele tinha o talento natural de Messi e o físico de [Cristiano] Ronaldo. Fazia tudo a 200 quilômetros por hora."

O defensor italiano ficou na Inter por dez anos, até se aposentar, em 2011. Ele chegou a voltar aos gramados em 2014, para jogar pelo Chennaiyin, da Índia, e pendurou as chuteiras de vez em 2016.

 
Haaland revela que tem o espanhol Michu como um de seus maiores ídolos
Comentários