Melhor Futebol do Mundo

Mãe de Cavani exige pedido de desculpas de presidente do Atlético de Madrid para que atacante assine pelo clube

Dirigente criticou atuação de parentes e empresários de jogadores durante negociações

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Cavani só assinará com o Atleti se presidente pedir desculpas à família do jogador, segundo sua mãe(Getty Images)

Cavani só assinará com o Atleti se presidente pedir desculpas à família do jogador, segundo sua mãe | Getty Images

O atacante Edinson Cavani não deve seguir no Paris Saint-Germain para a próxima temporada. Afinal, o uruguaio chegou a estar muito próximo de assinar pelo Atlético de Madrid em janeiro, mas a transferência acabou não acontecendo por conta de um pedido "a mais" feito em cima da hora, o que gerou um imbróglio entre o presidente do clube e a família do jogador.

O negócio teria se encerrado sem sucesso devido a uma exigência de Walter, irmão de Cavani, que também atua como seu empresário. O parente do centroavante teria pedido o pagamento de um bônus pela intermediação do acordo. Após o fim da janela, Enrique Cerezo, presidente do Atleti, se mostrou indignado com a situação.

Já sabe onde assistir aos jogos da Champions League? Assista a TODOS os jogos no EI Plus!

"É uma desgraça. A situação com alguns representantes dos jogadores e suas famílias. Não vamos nos acovardar por conta daqueles que estão tentando nos roubar."

 

A declaração do mandatário não caiu bem com a família de Cavani. A mãe do atacante uruguaio, Berta Gómez, se pronunciou a respeito e, apesar de não descartar que o atleta assine mesmo com o Atleti, afirmou que essa possibilidade só se concretizará em caso de um pedido de desculpas do dirigente.

"Não sabemos porque o presidente falou algo tão sem sentido. Não era pertinente e nos magoou muito. É absolutamente falso que Walter tenha pedido uma taxa pela transferência. Ele deveria contar aos torcedores os motivos pelos quais Cavani realmente não foi ao Atlético: primeiro, porque o PSG não queria deixá-lo sair. E segundo, porque o Atlético nunca ofereceu o que o PSG quis quando negociaram."

O presidente tem de pedir desculpas. Não vamos guardar rancor e tudo pode ser solucionado se ele retirar suas palavras. Meu filho terá ofertas e isso não está em dúvida, porque ele é um atacante que já se provou e vem mostrando isso há anos."

A mãe de Cavani também afirma que o uruguaio avisou a seu irmão que aceitaria, inclusive, diminuir seu salário para jogar sob o comando de Diego Simeone. O contrato do centroavante termina em junho e ele está livre para assinar um pré-acordo com qualquer equipe.

 
Comentários