Melhor Futebol do Mundo

Neymar reafirma dedicação ao PSG e almeja Copa do Mundo como grande objetivo

Craque brasileiro deu longa entrevista à France Football, lamentou lesões e teceu grandes elogios a Thiago Silva e Mbappé, entre outros assuntos

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Neymar concedeu longa entrevista à 'France Football'(Getty Images)

Neymar concedeu longa entrevista à 'France Football' | Getty Images

Depois de todas as polêmicas na última janela de transferências, Neymar está focado em levar o Paris Saint-Germain ao título da Champions League. Nesta terça (17), a revista 'France Football' publicou uma extensa entrevista com o brasileiro onde ele reafirma a busca dos objetivos com o clube francês, entre diversos outros assuntos.

Entre eles, Neymar voltou a explicar sua saída do Barcelona. Muito se especulava que o brasileiro teria deixado o clube catalão para ter uma chance de vencer a Bola de Ouro, saindo da sombra de Messi. Para o camisa 10 do PSG, isso não é verdade.

"Eu não saí do Barcelona para ser o melhor do mundo nem para ganhar a Bola de Ouro. Eu saí porque gostaria de novos objetivos. Nada a ver com o fato de ganhar a Bola de Ouro e nem a questão de não querer estar no mesmo clube que Messi. Foi uma honra para mim jogar com ele. É meu amigo e eu sempre vou amá-lo."

Já sabe onde assistir aos jogos da Champions League? Assista a TODOS os jogos no EI Plus!

Em diversos momentos, Neymar lamenta o fato de ter sofrido com várias lesões desde que chegou à capital francesa. O brasileiro indica que, de tudo que viveu em Paris, o tempo afastado dos gramados é o que mudaria.

"Essas histórias de lesões, evidentemente. Essas lesões me matam. É muito difícil sofrer lesões musculares. Eu fico muito mal com as lesões."

Relação com os companheiros

Apesar de ter tido a relação com a torcida do PSG estremecida, parece estar tudo bem com Neymar e seus companheiros. O camisa 10 não hesitou em tercer elogios a nomes como Thiago Silva, a quem elogiou como líder, quando questionado se gostaria de usar a braçadeira de capitão do clube francês.

"É mais legal ser um líder do vestiário. Você fala com todos, você faz os outros darem risada. O capitão dentro de campo é aquele que te orienta, que grita, que olha e chama atenção dos seus companheiros. Esse não é meu perfil. Eu falo muito pouco durante um jogo, ao contrário do Thiago Silva, que é um monstro em campo, um verdadeiro animal. Ele fala com todos."

Mbappé foi outro "alvo" dos elogios do brasileiro, que detalhou sua relação com o jovem de apenas 20 anos, indicando que os dois têm uma verdadeira parceria dentro de campo.

"Somos muito amigos. A gente se ajuda muito em campo para continuar ganhando e para conseguir marcar sempre. Ele é um menino que tem algo realmente especial. A gente sempre se manda mensagem e não existe competição entre a gente. Quando um marca, o outro sempre vem comemorar essa vitória com o outro. Nossa relação é feita de amizade e parceria. Se não existe isso no futebol, as coisas nunca funcionam bem. Temos uma verdadeira cumplicidade em campo, uma intimidade que se vê no nosso jogo e também na nossa vida."

Problemas do mundo do futebol

Falando do futebol como um todo, Neymar falou sobre um assunto constante no futebol europeu recentemente: o racismo, pedindo por uma mudança de mentalidade do mundo futebolístico a respeito disso.

O futebol enquanto jogo me encanta sempre. O jogo é minha vida, é o que eu sou. Isso faz parte da minha existência, da minha família e dos meus amigos. Mas existem coisas que me incomodam, evidentemente. O racismo, por exemplo. O que aconteceu com o Dentinho e o Taison ou até com o Balotelli. Eu não posso estar de acordo com isso. Isso me incomoda e é preciso corrigir isso tudo, por todas as pessoas que nos apoiam, que vão ao estádio. Essa mentalidade precisa evoluir. Tudo isso me incomoda de verdade."

Além do racismo, o jogador reforçou que é preciso muita força mental para sobreviver e ter sucesso no mundo do futebol, por conta especialmente das especulações que ele envolve.

"Você não pode ter sucesso no futebol sem ser forte na cabeça. Com todas as histórias que saem, mentirosas, todas as coisas que eu não estou de acordo. Sim, é preciso ser forte mentalmente. Caso contrário, fica rapidamente difícil."

Copa do Mundo com a Seleção: o grande objetivo da carreira

Para finalizar, Neymar admitiu que não tem mais sonhos, mas sim objetivos. E elegeu um título de Copa do Mundo com a Seleção como o mais importante de todos eles.

"Vamos dizer que tenho objetivos. Os sonhos eu deixei na minha infância, quando eu queria ser jogador de futebol. Esse é um sonho que eu conquistei. Mas objetivos, tenho muitos. Copa do Mundo com o Brasil é o maior objetivo que tenho. Champions League com o PSG, títulos nacionais. São objetivos que a gente coloca todo ano. E na vida eu também tenho objetivos. Mas isso guardo para mim, é pessoal."

Neymar segue na busca pela Champions League com o PSG. Depois de se classificar na 1ª colocação do Grupo A da competição, o PSG enfrentará o Borussia Dortmund. Na atual temporada, o brasileiro fez apenas dois jogos no torneio, mas tem um gol e duas assistências.

 
Comentários