Melhor Futebol do Mundo

Pato revela resenha com Ronaldo na chegada ao Milan: 'Quer vir para o meu time, da Playboy, ou do Kaká, da igreja?'

Em live realizada com Fred, do canal 'Desimpedidos', atacante relembrou de conversa com o grande ídolo do futebol mundial no seu primeiro dia no clube italiano

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Pato, Kaká e Ronaldo formaram o trio brasileiro de ataque do Milan na última década(Getty Images)

Pato, Kaká e Ronaldo formaram o trio brasileiro de ataque do Milan na última década | Getty Images

Alexandre Pato chegou ao Milan em agosto de 2007 e logo teve de se deparar com diversos nomes importantes da história do futebol mundial. Aliás, foi com um deles, Ronaldo Fenômeno, que o hoje atacante do São Paulo teve uma de suas melhores resenhas da carreira.

Em entrevista a Fred, do canal 'Desimpedidos', Pato relembrou o dia em que chegou ao Centro de Treinamento milanista e conversou com o então camisa 99 pela primeira vez. Ele tinha de fazer sua primeira grande escolha no clube: ficar no "time" de Ronaldo ou no de Kaká. 

"O Ronaldo chegou pra mim e falou: 'aí, moleque. Você quer vir para o meu time?', me mostrando uma Playboy, 'ou quer ir para o time do Kaká? Tá vendo que ali tem uma igreja e tudo mais? Você tem que escolher'. Aí ele colocou a Playboy no meu armário (risos)", contou o jogador, com bom humor.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O problema foi quando crianças chegaram no vestiário e se depararam com a revista por ali.

"Passaram 20 dias e teve uma excursão de crianças. Aí, elas foram conhecer lá e passaram por dentro do vestiário e viram a revista de mulher pelada ali. Aí expliquei pro cara do Milan que eu não ia tirar aquilo dali, capaz de ele (Ronaldo) vir brigar comigo. Aí depois eles tiraram de lá (risos)", gargalhou.

Pelo Milan, Pato teve, ao todo, 150 jogos no currículo, com 63 gols marcados e 18 assistências. Ele conquistou o Campeonato Italiano de 2010/11, além da Supercopa da Itália, em 2011.

 
Comentários