Melhor Futebol do Mundo

Por 'pressão de Guardiola', oitavas da Champions serão realizadas em estádios originais

Técnico do Manchester City teria pressionado a Uefa para que jogos de volta das oitavas não fossem realizados em estádios neutros

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, acatou "pedido" de Barça e City(Getty Images)

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, acatou "pedido" de Barça e City | Getty Images

Recentemente, foi decidido que, a partir das quartas de final, a Champions League será realizada toda em Lisboa, como forma de tornar a organização do torneio mais simples e agilizar o processo de disputa das fases finais da competição. No caso das oitavas, as partidas devem se manter nos estádios onde originalmente seriam jogadas antes da pandemia do novo coronavírus. Tudo, segundo o 'AS', por conta da pressão de City e Barcelona.

As duas equipes, que disputaram o jogo de ida na casa de seus adversários, pressionaram a Uefa para que os jogos de volta não fossem disputados em campo neutro. O City venceu o Real Madrid, no Bernabéu, por 2x1; o Barcelona empatou em 1x1 com o Napoli, na Itália.

O jornal aponta que a Uefa pretendia que os quatro jogos restantes das oitavas (além dos dois citados acima, ainda teremos Juventus x Lyon e Bayern x Chelsea) fossem realizados em Portugal, nas cidades do Porto e de Guimarães, mas a pressão dos clubes acabou fazendo a entidade desistir de seu plano original.

Dessa forma, o sorteio desta sexta (10) também deve indicar o local de realização dos jogos restantes nas oitavas de final, provavelmente confirmando oficialmente a informação do jornal espanhol.

 
Após polêmicas, Setién comenta situação de Messi e Griezmann no Barcelona
Comentários