Melhor Futebol do Mundo

Presidente de LaLiga diz que está pronto para saída de Messi da Espanha

Javier Tebas comparou com as saídas de Neymar e Cristiano, que não foram de grande impacto para LaLiga

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Messi coleciona dez títulos de LaLiga com a camisa do Barcelona(Getty Images)

Messi coleciona dez títulos de LaLiga com a camisa do Barcelona | Getty Images

A relação de Messi com o Barcelona ou com LaLiga nunca mais foi a mesma desde que o camisa 10 tentou deixar o clube, na última janela de transferências. Todos ainda acreditam que, assim que acabar seu contrato no meio do ano que vem, o argentino deixará o time em que passou sua carreira inteira e é ídolo. Contudo, Javier Tebas, presidente da Liga, declarou que está pronto para perder o atacante.

Em entrevista à 'BBC', Tebas disse que a vontade é de que Messi permaneça na Espanha, mas, por outro lado, o mandatário acredita que LaLiga sobreviveria sem ele. Como justificativa, o presidente utilizou as saídas de Neymar, em 2017, e Cristiano Ronaldo, em 2018. 

Preferíamos que Messi ficasse em LaLiga, mas Cristiano Ronaldo e Neymar saíram e não notamos nenhuma diferença. Nós estamos prontos", declarou Javier Tebas.

 

O presidente ainda aproveitou para criticar o Manchester City, clube que ficou muito próximo de acertar a transferência de Messi nos últimos meses. Tebas falou sobre a estrutura dos ingleses e os acusou de "doping financeiro".

"Parece que o único clube da Premier League que fala em comprar Messi é o Manchester City, que compete fora das regras. Não sou o único a dizer isso. Não estou muito preocupado com eles. Tenho criticado o que eles fazem tantas vezes. Fazer isso mais uma vez não faz diferença. O City não foi afetado pelo coronavírus ou qualquer outra coisa, porque eles são financiados de forma diferente e é impossível concorrer", disse o mandatário.

O clube inglês não respondeu aos comentários de Tebas, mas deixou claro que também está lutando contra a crise financeira causada pela pandemia, limitando o orçamento ao técnico Pep Guardiola a somente 31 milhões de libras para contratações na última janela.

 
Ter Stegen comemora retorno aos gramados, mas indica que o Barça precisa melhorar: 'Sofremos bastante'
Comentários