Melhor Futebol do Mundo

Presidente do Boca prioriza Tévez e descarta Cavani: 'Salário enorme'

Contrato do atacante uruguaio vai até junho deste ano, mas salário vira entrave para times sul-americanos

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Cavani tem contrato até o final de junho com o PSG(Getty Images)

Cavani tem contrato até o final de junho com o PSG | Getty Images

Se o Boca Juniors sonhava com a contratação de Edinson Cavani, parece que acordou.

Segundo o presidente do clube argentino, Jorge Ameal, a chegada do atacante uruguaio é praticamente impossível, graças ao alto salário que recebe no Paris Saint-Germain.

"Quando o campeonato acaba, é normal esse tipo de história. O Boca quer o fulano, ciclano e etc. O Cavani é um ótimo jogador, mas ganha um salário enorme. Hoje, nós temos o Tévez no elenco e ele é nossa total prioridade", disse.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Segundo informações recentes do jornal catalão 'Sport', o Boca vê com bons olhos a chegada do goleador máximo da história do PSG.

Com contrato próximo do fim - se encerra em 30 de junho desde ano -, Cavani chegaria à Bombonera "apenas" sob o pagamento dos salários, que estão longe de serem baixos.

O Boca ainda se apega às afirmações elogiosas do camisa 9 ao mítico time argentino. Em 2019, Cavani afirmou que "o Boca é uma equipe que eu gosto muito. Ir e me pendurar no alambrado de La Bombonera como fez Manteca Martínez (ex-jogador uruguaio, que atuou pelo clube xeneize)."

 
Matheus Henrique escolhe Inglaterra ou Espanha na Europa, mas prega foco no Grêmio

Comentários