Melhor Futebol do Mundo

Primeiro atleta brasileiro infectado com coronavírus, Jonathas detalha sintomas: 'Não conseguia caminhar'

O jogador de futebol Jonathas, que atua no Elche, da segunda divisão da Espanha, foi o primeiro atleta brasileiro a contrair a COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Jonathas, de 31 anos, afirmou "que é impossível ter vida normal com a doença"(Getty Images)

Jonathas, de 31 anos, afirmou "que é impossível ter vida normal com a doença" | Getty Images

O atacante Jonathas, do Elche, da Espanha, entrou para a história de forma um tanto desagradável: o jogador foi o primeiro atleta brasileiro a testar positivo para o novo coronavírus. Infectado e apresentado sintomas da COVID-19, doença causada pelo vírus, o atleta detalhou os sintomas e o que sentiu.

"Estava me sentindo muito diferente de quando fico gripado. Não conseguia caminhar, tive febre, dores de cabeça e por todo o corpo. Tossia sem parar. Vendo todo o noticiário de coronavírus, resolvi ligar para o médico do clube. Ele, imediatamente, me mandou ficar em casa. Fiz um exame que confirmou que eu estava com a Covid-19. Passei a me submeter a algumas precauções: boa alimentação, muito líquido, nenhum treino e isolamento", afirmou em entrevista à 'Folha de S. Paulo'.

O atleta de 31 anos também afirmou "que é impossível ter vida normal com a doença" e que "antes de me recuperar, o meu corpo ficou totalmente debilitado". Hoje recuperado da COVID-19, o atleta lamenta ter entrado para a estatística e garante que já se sente muito melhor.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

"Infelizmente, entrei para a estatística como o primeiro atleta brasileiro a ser infectado. E tenho dito para que tomem muito cuidado. Cuidem de si e do próximo, isso é muito importante. Os riscos precisam ser levados muito a sério, mas acredito que logo isso tudo vai passar. Já são quase duas semanas e hoje me encontro bem melhor. Treino todos os dias normalmente, sem restrições, por meio dos trabalhos de vídeo passados pelo preparador físico do clube. Antes, ainda tomava remédios para dor de cabeça e febre, que eram recorrentes, mas agora não tomo mais nada. Preciso somente ter cuidado com a alimentação", garantiu.

Com os campeonatos mundo afora parados, Jonathas revela muita incerteza sobre como serão finalizadas as competições, além da questão econômica dos clubes.

"Todos os países passam por muita indefinição, vemos jogadores contribuindo e ajudando abaixando os seus salários. O mundo todo está assim, parado, os clubes têm sido muito prejudicados, também. É normal que aconteça isso, mas tudo tem sido conversado e esclarecido. O meu contrato vai até o final do campeonato agora, mas ainda gostaria de continuar aqui. Se não continuar, quero permanecer na Europa", finalizou.

 
Matheus Henrique aguarda medida da Fifa que aumente idade olímpica
Comentários