Melhor Futebol do Mundo

Prince Boateng promete organizar força-tarefa contra racismo no futebol italiano

Atacante da Fiorentina declarou estar 'de saco cheio' do racismo nos estádios pela Itália

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Boateng afirmou que não aguenta mais o racismo na Itália(2019 Getty Images, Getty Images Europe)

Boateng afirmou que não aguenta mais o racismo na Itália | 2019 Getty Images, Getty Images Europe

Os casos de racismo no futebol italiano estão fazendo diversos jogadores se revoltarem, com nomes como Lukaku e Koulibaly pedindo punições severas aos criminosos. Outro negro que joga no país se pronunciou a respeito disso nesta quinta-feira (21). Kevin-Prince Boateng, hoje na Fiorentina, afirmou que vai organizar uma força-tarefa contra a discriminação racial.

Também cobrando punições severas aos torcedores que cometem casos de racismo, Boateng citou o caso recente envolvendo Mario Balotelli e indicou que, na sua opinião, os clubes deveriam perder pontos por conta de atos desse tipo vindo de sua torcida.

Já sabe onde assistir aos jogos da Champions League? Assista a TODOS os jogos no EI Plus!

"Não é suficiente evitar o acesso de parte dos torcedores depois das ofensas a Balotelli. Precisamos bani-los. Os clubes precisam pagar pelo comportamento de seus torcedores. E, se necessário, puni-los com uma dedução de pontos."

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

✊ 20/11 - Dia da Consciência Negra. Vítima de ofensas racistas há algumas semanas, Taison deu essa declaração sobre o tema.

Uma publicação compartilhada por Esporte Interativo (@esporteinterativo) em

Boateng também julgou que as campanhas das entidades responsáveis pela organização do futebol europeu não são suficientes para gerar conscientização e, finalmente, parar o racismo.

"Existe uma força-tarefa, resumida em uma série de encontros e ideias. A campanha de 'Não ao Racismo' na Champions League não é suficiente. Vou fazer isso eu mesmo, em 2020. Estou organizando minha força-tarefa com eventos envolvendo outros jogadores. Estou cansado. As pessoas não entendem como jogadores como Balotelli, Boateng ou Koulibaly se sentem quando chegam em casa. Estamos sozinhos. São cicatrizes que não se podem apagar."

Kevin-Prince Boateng, apesar de ter nascido na Alemanha, defende a seleção de Gana, uma vez que seu pai é nascido no país africano. Ex-Barcelona e Milan, chegou à Fiorentina nesta temporada. Até o momento, tem dez partidas com a Viola, tendo marcado um gol.

  • Fiorentina
  • Kevin-Prince Boateng
Comentários