Melhor Futebol do Mundo

Rooney e Rose se manifestam sobre a pressão pelo corte de salários na Inglaterra

Ídolo do United e lateral do Newcastle se revoltam e dizem que não precisam de "pessoas que não têm nada a ver com o futebol" falando o que fazer com o dinheiro dos jogadores

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Wayne Rooney em ação pelo Derby County(2020 Getty Images, Getty Images Europe)

Wayne Rooney em ação pelo Derby County | 2020 Getty Images, Getty Images Europe

Em meio à crise do novo coronavírus, muitos clubes do futebol europeu estão lançando mão de corte nos salários de seus funcionários para aliviar o impacto financeiro enquanto os campeonatos não retornam. Na Inglaterra não é diferente. Contudo, jogadores como Wayne Rooney e Dany Rose não acataram tão bem assim estes processos e se manifestaram sobre a maneira como as reduções salariais estão acontecendo. 

"Os últimos dias foram uma desgraça. Parece que é algo para envergonhar os jogadores... Será que estão desesperados para tirar a atenção de como o governo está lidando com essa pandemia", afirmou Rooney.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

Já Rose, mencionou as interferências externas ao futebol, que estariam pressionando para que as decisões sejam tomadas.

"Todos queremos que as coisas avancem. Conversas neste sentido já haviam sido iniciadas antes de pessoas alheias ao mundo do futebol expressarem suas críticas. Não precisamos de pessoas que não têm nada a ver com o futebol nos digam o que temos que fazer com nosso dinheiro", disse o lateral. 

Na última quinta, o ministro de Saúde britânico, Matt Hancock, havia pedido aos jogadores que fizessem parte do "esforço nacional" feito pelo Reino Unido em meio à crise. Além disso, no dia seguinte à fala do ministro, uma reunião da Premier League com os clubes sugeriu uma redução de 30% dos gastos com os funcionários. 

Comentários