Melhor Futebol do Mundo

Torcedores acusados de racismo contra Sterling e Balotelli são condenados a cinco anos longe de estádios

Um torcedor do Manchester City e outro do Hellas Verona não poderão frequentar nenhum estádio europeu pelos próximos cinco anos

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Sterling sofreu racismo em 2018; torcedor foi condenado pela Justiça nesta sexta (10)(Getty Images)

Sterling sofreu racismo em 2018; torcedor foi condenado pela Justiça nesta sexta (10) | Getty Images

Recentemente, o debate sobre o racismo no futebol europeu se acendeu de maneira avassalaradora. Com diversos casos de ofensas raciais sendo divulgados por clubes e/ou jogadores, o esporte viu, nesta sexta (10), dois torcedores serem banidos de estádios europeus por cinco anos por conta do crime.

Um torcedor do Manchester City, que ofendeu racialmente o atacante Raheem Sterling, recebeu cinco anos de banimento de qualquer estádio europeu pela Justiça inglesa pelo episódio ocorrido em dezembro de 2018. Além disso, o Manhcester City também o baniu, para o resto da vida, de seus jogos.

Já sabe onde assistir aos jogos da Champions League? Assista a TODOS os jogos no EI Plus!

Na Itália, um torcedor do Hellas Verona, considerado o responsável por iniciar cânticos racistas contra o atacante Mario Balotelli, também foi banido de estádios por cinco anos. Na ocasião, Balotelli se revoltou e chegou a chutar uma bola na direção das arquibancadas depois de ouvir as ofensas.

As punições acontecem justamente em um momento marcado por cobranças por ações mais enfáticas dos responsáveis por parar o racismo. Nos últimos meses, brasileiros como Taison, Dentinho e Fred - este contra o próprio City - também foram alvo de ofensas raciais.

 
Comentários