Melhor Futebol do Mundo

Três torcedores são presos por cometerem racismo e homofobia em jogo do Chelsea

Torcedores foram retirados da arquibancada em Brighton x Chelsea e foram presos do lado de fora

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Partida entre Brighton x Chelsea foi marcada por ofensas racistas e homofóbicas(Getty Images)

Partida entre Brighton x Chelsea foi marcada por ofensas racistas e homofóbicas | Getty Images

Na última rodada da Premier League, a partida entre Brighton e Chelsea, que terminou empatada em 1x1, teve relatos de racismo e homofobia oriundos das arquibancadas. Nesta quinta (2), a polícia local confirmou que três torcedores foram presos pelos incidentes.

Dois torcedores do Brighton foram presos. Um deles, um homem de 56 anos, por conta de ofensas racistas e outro, de 21, por causa de homofobia. O mais jovem foi solto mediante fiança até o próximo dia 29. O mais velho foi liberado até que as investigações sejam concluídas.

Já sabe onde assistir aos jogos da Champions League? Assista a TODOS os jogos no EI Plus!

Um torcedor do Chelsea, que estava na torcida visitante, também foi preso e liberado até o fim das investigações. Ele havia sido preso por conta de homofobia destinada a torcedores da casa.

Paul Barber, dirigente do Brighton, lamentou os incidentes e clamou para que punições mais firmes sejam dadas aos infratores, afirmando estar cansado de ver a reputação do futebol, como esporte, ser manchada por conta dos casos de preconceito.

"Novamente nosso time de seguranças, junto com a polícia de Sussex, teve de lidar com três casos separados, indesejados e repugnantes de racismo e homofobia. Se a possibilidade de um banimento por toda a vida de assistir ao clubes deles jogar futebol não é algo que os impede, temos que nos perguntar se a Justiça deveria ter mais poder para dar punições mais severas. O futebol só pode fazer algo até certo ponto e estamos cansados de ver a reputação do jogo ser manchada por essas pessoas."

Dentro de campo, o jogo terminou com empate e teve direito a um golaço do iraniano Alireza Jahanbakhsh, de bicicleta. 

 
Comentários