Melhor Futebol do Mundo

Tuchel lamenta festa de aniversário de Neymar e explica discussão à beira do campo com Mbappé

Técnico do PSG se disse tranquilo em relação a uma possível saída do francês e indicou que comemoração de Neymar realmente não é o melhor cenário pré-jogo

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Thomas Tuchel comentou as recentes polêmicas com Neymar e Mbappé(Getty Images)

Thomas Tuchel comentou as recentes polêmicas com Neymar e Mbappé | Getty Images

O PSG venceu o Montpellier com tranquilidade nesta sábado (1º), mas o clube francês parece não ter paz completa. Durante a vitória por 5x0, o técnico Thomas Tuchel escolheu substituir Kylian Mbappé e o atacante não gostou nada da decisão do comandante. A discussão entre os dois, à beira do gramado, chamou atenção.

No entanto, o treinador indicou estar tranquilo com o acontecimento e também afirmou que já deixou o incidente com Mbappé de lado, explicando que a razão para tirá-lo de campo foi puramente esportiva e que o jogador precisa entendê-la.

Já sabe onde assistir aos jogos da Champions League? Assista a TODOS os jogos no EI Plus!

"Eu já parei de pensar nisso. Porque se eu quiser ser um político, tenho que trabalhar na política. Eu sou técnico e só posso pensar nas coisas esportivas. Foi uma escolha esportiva e estou convencido que o vestiário e os jogadores compreendem as escolhas. Eu decidi que o jogo já estava fechado e era a decisão de deixar o Mbappé sair e deixar Icardi e Cavani jogarem, porque eles mereciam."

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Parceria! Neymar & Mbappé é a melhor dupla do futebol atual?

Uma publicação compartilhada por Esporte Interativo (@esporteinterativo) em

Além disso, Tuchel também foi questionado sobre as comemorações do aniversário de Neymar, que aconteceram às vésperas da partida contra o Nantes, que acontece nesta terça (4). Para o técnico belga, a festa realmente pode prejudicar os jogadores, mas não é tão grave.

"Você sabe que eu protejo sempre meus jogadores. Eu amo minha equipe, mas sobre a festa ontem eu aceito que é um pouco difícil de proteger os jogadores. Todos precisam chegar para o treino. Eles vão chegar, precisam treinar sério e mostrar amanhã que somos capazes de fazer isso. Se é a melhor forma de preparar um jogo? Não, claramente. Mas se é a pior coisa que poderia acontecer? Também não."

Apesar da admissão de que as festanças poderiam prejudicar a equipe, Tuchel, acima de tudo, lamentou o fato de que os resultados esportivos do PSG têm se tornado secundários diante das polêmicas extracampo.

 

"Eu falei que fiquei triste porque estamos em um momento extraordinário, temos resultados extraordinários e mostramos mentalidade extraordinária e ganhamos 5 a 0 e não falamos do jogo. Falamos do Kylian, do Ney e por isso estou triste. Isso é triste, porque falamos de outras coisas e não foi sobre esporte."

Líder absoluto da Ligue 1, o PSG se encaminha para vencer o Campeonato Francês mais uma vez. Pela Champions League, a próxima missão será passar pelo Borussia Dortmund nas oitavas de final.

 
Comentários