Melhor Futebol do Mundo

Ultras do Verona afirmam que racismo está 'na cabeça de Balotelli' e atacante responde

Caso de racismo contra o atacante foi mais um incidente lamentável do tipo na Itália

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Balotelli chegou a deixar o gramado depois do episódio racista, mas foi convencido a voltar(Getty Images)

Balotelli chegou a deixar o gramado depois do episódio racista, mas foi convencido a voltar | Getty Images

A rodada do fim de semana do futebol italiano foi marcada por mais um caso de racismo na Serie A. Mais uma vez, contra um alvo já comum: Mario Balotelli. O atacante teve de ouvir cânticos racistas, se revoltou e revidou, chutando uma bola nas arquibancadas, contra a torcida do Hellas Verona.

Após o incidente, o líder dos ultras do Verona fez um pronunciamento, respondendo à revolta do jogador. À 'Radio Café', Luca Castellini comparou as ofensas racistas a "brincadeiras" com pessoas carecas ou com cabelos longos.

Já sabe onde assistir aos jogos da Champions League? Assista a TODOS os jogos no EI Plus!

"Nós temos torcedores irreverentes, que fazem piada com jogadores carecas, ou aqueles que têm cabelos longos, jogadores do sul e aqueles de cor, mas não fazemos isso por razões políticas ou racistas. É folclore, nada mais que isso."

Mesmo afirmando que não há intenção racista por trás dos cânticos, Castellini adicionou uma opinião de que Balotelli nunca será, de fato, italiano. O atacante, apesar de ter pais ganeses, nasceu na Itália.

"Balotelli é italiano porque ele tem cidadania italiana, mas nunca vai ser totalmente italiano. Também temos um crioulo (sic) no time que fez um gol ontem. E todos o aplaudiram. Os cânticos vieram de apenas quatro pessoas. Balotelli ouviu isso na própria cabeça."

Indignado, Balotelli usa o Instagram para responder

Em sua página pessoal no Instagram, Balotelli se revoltou mais uma vez. Respondendo diretamente às declarações de Castellini, o atacante apontou que as ofensas já deixaram de ser sobre seu status como jogador de futebol.

"Aqui, amigos, já não tem mais a ver com futebol. Estão insinuando a situações sociais e históricas maiores que vocês, pequenos seres. Estão ficando loucos. Acordem, ignorantes. Vocês são a ruína. Mas quando Mario fazia, e garanto que ainda fará, gols pela Itália, tudo bem, verdade?"

Em outro post na rede social, o jogador afirma que pessoas como os ultras do Verona que participaram do episódio racista "devem ser banidas da sociedade, não só do futebol."

Print Instagram Balotelli
Post do Instagram de Balotelli afirma que racistas têm de ser banidos da sociedade

A temporada 2019/20 do futebol europeu vem tendo diversos episódios de racismo, em diversos campeonatos. Recentemente, a Bulgária foi punida por conta de cânticos racistas e vários jogos do Campeonato Italiano, incluindo o clássico entre Roma x Napoli, passaram por paralisações por conta de racismo vindo de torcidas.

  • Brescia
  • Mario Balotelli
  • Hellas Verona
Comentários