Melhor Futebol do Mundo

Volante Denilson elogia Wenger e diz que sua carreira foi 'meteórica'

Ex-jogador do Arsenal lembrou em live no Instagram como foi sua chegada à Inglaterra, e que o técnico francês foi o melhor treinador que teve

Avatar del

Por Redação Esporte Interativo

Denilson em jogo da Champions League, pelo Arsenal

Denilson em jogo da Champions League, pelo Arsenal

O ex-volante do Arsenal, Denilson, lembrou sobre como foi sua chegada à Inglaterra. O brasileiro considera que o início de sua carreira foi "meteórico", e lembrou a importância do técnico Arsène Wenger.

"Não era para eu ter ido para o Arsenal. Era para ter ido o Ramon, que jogava no Atlético-MG. O Wenger trouxe a base do Arsenal para fazer uns amistosos lá. O Ramon acabou com os treinos, fez uns quatro, cinco gols na base do Arsenal. Porém, o que me falaram é que o comportamento dele acabou travando a negociação. Depois o Wenger viu um vídeo meu disputando o Mundial sub-17 e gostou", disse Denilson.

Sabe tudo de futebol e quer provar que é um dos maiores torcedores do seu time? Clique aqui e baixe agora o Fanáticos! É grátis!

O brasileiro conta que "tremeu" quando chegou ao Arsenal, pois acabou sendo recepcionado por grandes jogadores do elenco. Entre eles o atacante Henry.

"Quando cheguei no clube, o Gilberto Silva e o Henry me recepcionaram. Imagina... os caras que eu via pela televisão. Quando olhei pra eles eu pensei: 'É mentira que eu estou aqui'. Era outro nível, outra estrutura. A perna tremeu", contou o volante.

Denilson também apontou Arsène Wenger como o melhor técnico com quem trabalhou.

"Arsène Wenger não gostava de comprar estrelas. Ele fazia a estrela no clube. É o melhor treinador que já passou pelo Arsenal. Não via o Arsène Wenger ultrapassado. Só tenho de elogiá-lo. Como pessoa e como profissional foi o melhor treinador que tive", afirmou.

O volante defendeu o Arsenal entre 2006 e 2013. O último clube de Denilson foi o Botafogo-SP, em 2019. No Brasil ele também jogou por São Paulo e Cruzeiro.

 
Time dos sonhos de Leandro Castan tem ataque formado por Totti, Salah e Ronaldo
Comentários