Outros Esportes

Em resposta a mais um caso de violência policial nos EUA, times boicotam partida e NBA cancela jogos desta quarta

Jacob Blake, enquanto desarmado, recebeu tiros pelas costas; Milwaukee Bucks resolveu não entrar em quadra nesta quarta (26) e o Orlando Magic, adversário, acompanhou a decisão

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

A quadra estava pronta para receber Milwaukee Bucks e Orlando Magic, mas times decidiram não jogar(Getty Images)

A quadra estava pronta para receber Milwaukee Bucks e Orlando Magic, mas times decidiram não jogar | Getty Images

Na tarde desta quarta (26), o Milwaukee Bucks e o Orlando Magic se enfrentariam pelo jogo 5 de seu confronto nos playoffs da NBA. O jogo não aconteceu por um motivo forte: os Bucks, time de Giannis Antetokoumpo, jogador mais valioso (MVP) da temporada passada, resolveram boicotar a partida por conta de mais um caso de violência policial nos Estados Unidos.

No domingo (23), Jacob Blake, um homem negro, recebeu sete tiros pelas costas de um policial na cidade de Kenosha, no Wisconsin. O caso ganhou repercussão mundial porque Blake estava desarmado e estava sendo segurado pela camisa quando o policial resolveu disparar. Blake sobreviveu, mas está paralisado da cintura para baixo e precisaria de "um milagre" para voltar a andar, segundo seu advogado.

Na partida de hoje, os Bucks não se apresentaram para a partida e, segundo o repórter Adrian Wojnarowski, da 'ESPN', decidiram boicotar o jogo. O Orlando Magic, que estava em quadra, se retirou antes do horário programado para que a bola subisse.

Depois da decisão de Bucks e Magic, a NBA decidiu por cancelar todos os outros jogos que seriam disputados hoje (26) e recalendarizará as partidas em breve.

A NBA, após o caso George Floyd, tem incentivado seus jogadores a se pronunciar sobre os casos de violência policial e o racismo. Desde que as partidas voltaram, após a paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus, os atletas puderam, inclusive, escolher mensagens para usar em suas camisas, onde normalmente estariam seus nomes, como: "Igualdade", "Vidas Negras Importam", "Justiça", "Diga o nome deles", entre várias outras opções.

 
Roger Machado fala sobre racismo: 'Temos nossos 'Georges' todo os dias'
  • NBA
  • Milwaukee Bucks
  • Orlando Magic
Comentários