​Por: ​Amo Voleibol


O Sada Cruzeiro alcançou, neste sábado (3) à noite, seu quinto título sul-americano (2012, 2014, 2016, 2017 e 2018) ao vencer o Lomas Voley, da Argentina, por 3 sets a 0 (25-19, 25-18, 25-20). Com o título, o multicampeão vai representar o continente no mundial de clubes da FIVB, que acontece em dezembro, na Polônia.


O maior regional do Brasil está pegando fogo! Não quer perder nada da Copa do Nordeste? Então, clique aqui, assine o Esporte Interativo Plus por apenas R$9,90/mês e assista aos jogos AO VIVO! Dá só R$0,33/dia!


A final ocorreu em Montes-Claros-MG, que sediou o sul-americano masculino pela segunda vez. A conquista do Cruzeiro representa o 30º título da equipe mineira desde 2010, em 34 decisões. “É mais um ano em que estamos firmes, ganhando títulos e mostrando a nossa força”, disse o capitão Felipe.


Considerando o total de competições disputadas, o aproveitamento do time de vôlei estrelado é de quase 80%. Nas decisões, a eficiência da equipe em chegar ao primeiro lugar do pódio é de 88%.


O time do Sada Cruzeiro igualou os recordes dos brasileiros Paulistano e Banespa, que também venceram o sul-americano masculino cinco vezes, nas décadas de 1970 e 1990, respectivamente. Outros times brasileiros que também foram campeões sul-americanos: Minas Tênis, SESI-SP e a extinta Cimed.


Na seleção do sul-americano, cinco cruzeirenses foram premiados individualmente. Simón foi o MVP, atleta mais valioso de todo torneio, enquanto Leal, Serginho, Nico Uriarte e Isac foram escolhidos como os melhores em suas posições.


Sada Cruzeiro 

Nico Uriarte, Evandro, Filipe, Leal, Simon, Isac e Serginho (líbero)

Entraram: Fernando Cachopa e Alemão

Técnico: Marcelo Mendez


Lomas Voley

Chirivino, Pereyra, Flores, Carneiro,Toro, Ocampo e o Massimino (líbero)

Entraram: Bernarsconi e Imhoff

Técnico: Marcelo Fabian


Banner

Clique aqui para assinar!