Cada vez mais os números expõem a péssima participação de Gabriel Jesus na ​Copa do Mundo de 2018, que terminou com a eliminação da seleção brasileira ainda nas quartas de final. O camisa 9, além de não ter balançado as redes, foi embora da Rússia com apenas duas finalizações certas. 


Não quer perder Confiança x Náutico, Santa Cruz x Remo e Botafogo-PB x ABC pela 13ª rodada da Série C? Para assistir AO VIVO e de onde você quiser, clique aqui e assine o Esporte Interativo Plus por apenas R$9,90/mês! #CadaJogoImporta!


Jesus foi titular nos cinco jogos e conseguiu somar apenas oito chutes em direção aos goleiros adversários. Um média menor que duas finalizações por partida. O que chama atenção é que este número é exatamente o mesmo que ele teve de desarmes ao longo da competição, corroborando a tese que o centroavante teve um papel muito mais importante defensiva do que ofensivamente no Mundial. 


Outro fator curioso é sobre Roberto Firmino, reserva de Gabriel na Copa. O jogador do Liverpool-ING, direcionou seis chutes às metas rivais e, diferente do atleta do Manchester City-ING, comemorou um gol, que foi diante do México, nas oitavas de final do torneio. 


Para se ter um ideia na discrepância dos números em relação aos dois, Gabriel Jesus somou 405 minutos ao longo da Copa do Mundo, enquanto Roberto Firmino atuou em apenas 85, sequer entrando na vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia, ainda na fase de grupos.


*números retirados do Footstats


ewewweqwqeweq

Clique aqui e assine!