O presidente do Santos emitiu nota oficial no site do clube para esclarecer a situação financeira do clube na temporada. Tomando por base uma análise feita pelo jornalista Rodrigo Capelo, do jornal O Globo, o mandatário lembrou que o período avaliado não englobava a venda de Rodrygo ao Real Madrid-ESP, que será registrada em 2019, mas reconheceu as dificuldades que a agremiação alvinegra enfrenta.


"​Desde que assumimos o clube, por questão de transparência e sobrevivência, sempre deixamos claro que a situação que encontramos era muito pesada. Catastrófica, até. (...) Vejam, é impossível sair do estágio de fundo do poço financeiro em que estávamos em janeiro e chegar ao ápice em apenas um ano. Não há milagre. Para tentar solucionar a questão temos, basicamente, três metas: Aumentar receitas e controlar despesas. Sem que isso comprometa o nível técnico do futebol. Não é fácil".


O planejamento santista para a próxima temporada passará necessariamente pela contratação de um novo treinador, após a saída de Cuca por motivos de saúde, e a consequente formação do plantel a ser comandado.


Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC