Brasileirão

Luxemburgo esbraveja contra o VAR e cobra Gaciba: 'Pensa que somos idiotas'

Treinador vascaíno reclamou bastante do gol de empate do Ceará, já na reta final do segundo tempo no Castelão

Avatar del

Por Redação do Esporte Interativo

Treinador cobrou Leonardo Gaciba, presidente da comissão de arbitragem da CBF(Rafael Ribeiro / Vasco da Gama)

Treinador cobrou Leonardo Gaciba, presidente da comissão de arbitragem da CBF | Rafael Ribeiro / Vasco da Gama

Vanderlei Luxemburgo era só irritação após o empate do Vasco com o Ceará, em 1 a 1, no Castelão. Isso porque o gol alvinegro aconteceu já perto dos 40 minutos do segundo tempo e em lance que gerou bastante polêmica, mesmo com o uso do VAR. E foi justamente contra a tecnologia que o comandante cruz-maltino subiu o tom. Luxa pediu critério aos operadores do árbitro de vídeo e cobrou o presidente da comissão de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba. 

"Quero mandar um recado para o Gaciba mais uma vez. As interpretações dele... Tem que ter um critério único. Vi o jogo do Flamengo contra o Grêmio, foi um árbitro argentino. Em momento algum o VAR foi chamado. Agora temos quatro árbitros no jogo. Contra o CSA não tinha câmera para analisar o lance. Mas tinha o árbitro, porra! Contra o Palmeiras a mesma coisa: o Castan fez pênalti. Contra o Corinthians foi o mesmo lance de hoje. Aí pega aquele negócio lá e pensa que somos idiotas. Bota onde quiser. Ele bota a régua onde quer que parta a régua. Quero ver abrir o campo, botar as placas, que são referências, para a gente ter uma referência das placas com a linha de impedimento".

Aos 35 minutos da etapa final, Bergson aproveitou rebote de Fernando Miguel e empurrou para o fundo da rede. O bandeirinha assinalou impedimento, mas após três minutos de revisão, o tento foi validado, decretando o resultado final do confronto. Nas redes sociais, a torcida do Vasco demonstrou bastante irritação e alegou estar sendo prejudicada o Campeonato Brasileiro inteiro pelos árbitros e, principalmente, pelo VAR. 

Comentários